Politica

22/04/2020 10:00

Claudinei cobra de prefeito Casa de Apoio às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica

Em Mato Grosso, os casos de feminicídios já aumentaram 400% no período de isolamento socialEm Mato Grosso, os casos de feminicídios já aumentaram 400% no período de isolamento social
SANDRA COSTA Assessoria de Gabinete
Nos últimos dias, devido à pandemia do coronavírus, o isolamento social tem sido uma das estratégias mais adotada pelo mundo afora. Por outro lado, mais tempo em casa, infelizmente tem aumentado o número de violência doméstica contra a mulher. Conforme dados divulgados nesta segunda-feira (20) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), desde que foi decretado o isolamento social em Mato Grosso, no dia 23 de março, os feminicídios aumentaram 400%, saltando de duas mortes para 10, com relação ao mesmo período do ano passado. 
Preocupado com a situação e reforçando o trabalho que já tem feito no combate à violência doméstica, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou ontem durante a sessão plenária extraordinária um requerimento de informações para o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, a respeito da Casa de Apoio e Proteção às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica. Lembrando que, no ano passado, o deputado chegou a fazer indicação à gestão municipal solicitando esse abrigo às vítimas.  
“Recebi da presidente da Associação de Mulheres de Rondonópolis, a Sandra Raquel, um requerimento onde ela cobra informações do prefeito. E estou reiterando esse pedido. Ano passado já fizemos essa indicação e queremos que ele (Pátio) entregue urgentemente essa casa de apoio ou casa- abrigo. Temos visto pela imprensa que, devido a pandemia e o isolamento social, aumentaram os índices de violência contra as mulheres. Fato esse divulgado nesse relatório recente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública”, declarou Delegado Claudinei. 
No requerimento de informação, o parlamentar questiona quais medidas a gestão tem implementado que visem o combate à violência doméstica e familiar, bem como tem desenvolvido ações de apoio e proteção a essas mulheres vítimas em Rondonópolis. Diante de diversas solicitações, o Delegado Claudinei perguntou se a prefeitura vai disponibilizar uma Casa de Apoio, quais providências estão sendo tomadas para que essa casa de apoio seja entregue e qual o prazo. 
RECOMENDAÇÃO - O deputado lembra que a Organização das Nações Unidas (ONU) e Organização Mundial de Saúde (OMS) têm solicitado que os governos tratem o tema como prioridade durante a pandemia. O relatório da FBSP, aponta que uma em cada três mulheres já sofreu violência física e/ou sexual, mas "é provável que esta crise piore como resultado da pandemia" da Covid-19, ainda que, na maioria dos casos, os registros das denúncias de violência doméstica tenham diminuídos.
“Bem verdade, os casos acabam sendo subnotificados porque a vítima com o isolamento não tem nem como sair em busca de ajuda ou abrigo ou até mesmo de ir à polícia. Tudo fica mais difícil. Imagina aonde não tem essas casas de apoio para receber essa mulher?”, indagou Claudinei. 
O parlamentar argumenta, que o convívio familiar por 24 horas devido o isolamento social, aliada muitas vezes a falta de dinheiro ou, em outros casos, o consumo exagerado de bebida alcóolica, que antes era mais comum aos finais de semana, tem potencializado os índices de violência doméstica. 
“E, no nosso estado, infelizmente, aumentado o número de feminicídio desde quando se iniciou o isolamento. Por isso, pedimos ao prefeito de Rondonópolis que observe o artigo 35, inciso 2 da Lei nº 11.340, a Lei Maria da Penha e entregue o mais rápido possível essa Casa de Apoio”, concluiu Delegado Claudinei.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo