Politica

07/05/2020 17:29

Saúde projeta gasto de R$ 40 milhões em despesas com UTIs

MÍDIA NEWS

O secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo afirmou que o Governo do Estado projeta gastar algo em torno de R$ 40 milhões nos próximos seis meses em pagamentos de despesas por serviços contratados para as Unidade de Tratamento Intensivo (UTIs) que estão sendo instaladas no Estado.

Somente no Hospital Metropolitano, onde a rede está sendo ampliada para atender exclusivamente pacientes com a Covid-19 (o novo coronavírus), estão sendo implantados 30 leitos de UTIs.

Esses gastos, que não estavam previstos, devem ser custeados com valores do socorro que será encaminhado pela União a Estados e Municípios. Para Mato Grosso, é estimado um repasse de mais de R$ 1,3 bilhão.

“O plano [para esses recursos] é pagar as despesas que estão surgindo nesse enfrentamento à Covid-19. Não serão pequenas. Estamos contratando um número robusto de leitos de UTI e eles têm custos, independente de ter paciente. Temos previsão de gastar mais de 40 milhões nos próximos seis meses”, disse o secretário.

Conforme Figueiredo, o total de investimentos realizados até o momento pelo Governo, incluindo a ampliação do Hospital Metropolitano, chega a R$ 85 milhões.

“Acreditamos que esse número vai aumentar à medida que vamos consolidando aquisições”, disse.

Segundo ele, além do Metropolitano, há despesas como obras de adaptação em diversos hospitais do Estado, já que é necessário, entre outros pontos, criar áreas de isolamento para atender pacientes infectados pela doença.

Em uma live nas redes sociais, o secretário ainda listou gastos relativos à aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), compras de testes, entre outros.

“Fora isso, teremos um crescimento robusto de despesas de pessoal, já que contrataremos serviços adicionais e profissionais a mais para o enfrentamento”, completou.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo